Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

Parece Que Se Volta A Sonhar

 

Lá fora a chuva cai e as nuvens teimam em esconder o sol que faz força para aparecer. Os meus dias têm andado tudo menos chuvosos, antes pelo contrário. O sorriso agora tem lugar assíduo nos meus dias. Já sentia falta disto e mais que isso já o merecia. O tempo fez o seu trabalho. Tudo foi inesperado, tudo aconteceu sem sequer darmos por isso. Quando nos apercebemos já lá estávamos. A vontade de estar, falar, trocar ideias e opiniões cresce de dia para dia. Sentir o tal friozinho na barriga, tremer quando o telemóvel toca, rir sozinha sem motivo aparente, eram coisas que já não me lembrava de sentir faz tempo. Pode não ser nada, pode até ser, mas agora tudo importa menos pensar nisso.   

 

 

 


publicado por Pinky às 12:14
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

2009 - O Ano De Crescimento

http://3.bp.blogspot.com/_-gOeD83lOWE/RxJ_4cQ91_I/AAAAAAAAAtc/4pwZCzAnjQM/s400/livro1.jpg

 

Este ano,  que está a acabar foi sem dúvida um ano de viragem e mudança. Há quem diga que a melhor palavra que o define é  "CRESCIMENTO", eu não posso estar mais de acordo. Foi um ano de grandes decisões que nem sempre foram fáceis de tomar e de aguentar. Feito de ilusões e desilusões, encontros e desencontros, amores e desamores. Com tudo isso sou a pessoa que sou hoje. E acredito que tinha de passar por tudo isto para despertar para a vida e conseguir estar desta forma. Nada é por acaso já dizia a C..

 

Este ano fez-me aprender a viver mais com os pés na terra, deixar o mundo encantado um pouco de lado e perceber que a vida nem sempre é cor -de -rosa. Devido às situações que vivi e presenciei, sei agora realmente o que quero e o que não quero. Chega de andar a viver aquilo que não é meu, o que não me pertence, chega de andar a dar passos para trás, quando o objectivo é andar para a frente. Aprendi a viver um dia de cada vez. O meu EU está, agora, bem definido. E o que vier será apenas o melhor, porque só o melhor vou deixar entrar.

 

Foi um ano importante a nível profissional. Abracei um novo desafio que em grande parte é culpado deste meu crescimento. A minha relação com os outros teve e tem muito a ganhar com isso. Sou hoje uma pessoa mais madura, atenta e crescida!

 

Este ano é feito também de pessoas especiais. Umas que conheci e outras que reapareceram no meu caminho. Guardo recordações de momentos  com muita saudade. Se a saudade existe é porque tudo o que fiz valeu bem a pena.

 

O ano está a acabar em beleza, com perspectivas e ambição de começar melhor ainda. Tudo vou fazer para assim continuar. Uma etapa chegou ao fim e o meu livro está pronto  para começar uma nova história!

 

Estou orgulhosa de mim, e como alguém diz "isso me envaidece"

 

 

 


publicado por Pinky às 10:21
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Ja Sinto O Espirito De Natal

 

 

É verdade que o Natal para mim deixou de ser o que era, deixou de ter aquele significado. mas este ano está a ser diferente. não me perguntem porquê, porque nem eu própria sei bem. Comecei a sentir de novo aquela alegria do natal. E que bom que é!

Hoje no trabalho fiz de mãe natal, parece que começa a ser hábito e quem sabe a minha vocação!! Foi dia da distribuição dos presente de natal da empresa para os seus colaboradores. E coube-me a mim a agradável tarefa de distribui-los. Tiverem direito à prendinha e a dois beijinhos aqui da pinky! Foi uma romaria ao escritório para receber as prendinhas! Bem giro que foi!

 

Tirando as prendinhas da empresa, hoje houve também uma pequena troca de prendas com os colegas mais chegados. Houve prendas para todos os gostos e feitios. Todos ficaram contentes com aquilo a que tiverem direito. Houve alegria, ansiedade e muitas gargalhadas, parecia-mos nós umas crianças outra vez! Ficou prometido que havíamos de repetir.

 

Uma beijoka e Um Bom Natal para todos!

 

 

 


publicado por Pinky às 17:56
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Quem Disse Que Era Mau?

 

 

Depois de um relacionamento falhado, que pelo meio teve algumas tentativas de melhoramento (que de nada valeram), estou sozinha! Lá está, quando não tem que dar, de nada adianta tentar! Pensei que com o terminar desta relação, me fosse sentir desanparada e um pouco perdida no tempo. Enganei-me felizmente!

 

Passado todo este tempo, posso dizer que estou numa fase positiva. Afinal não é tão mau estar sozinha como dizem! Acho que até já o estava antes, apenas não me tinha apercebido.


O sentimento de liberdade que sinto neste momento faz-me sentir bem comigo mesma, faz-me andar de sorriso no rosto, faz-me fazer os outros rir com as minhas parvoices, faz-me pensar em mim e naquilo que realmente quero e é importante, faz-me fazer planos, faz-me viajar no tempo e sonhar sonhar sonhar!


 

É bom sim, mas tudo o que é em exagero enjoa!

 

Tudo a seu tempo!

 

 

 


publicado por Pinky às 10:44
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

Hoje, Mais Do Que Ontem...

 

...tenho consciência e sinto que as coisas não faziam sentido. Tu não fazes sentido, eu não faço sentido e principalmente nós juntos não fazemos sentido. O tempo passa e nada muda. E nunca vai mudar, porque simplesmente não está destinado a isso.

 

Há uma pessoa que sempre me disse que nada é por acaso. Eu cada vez mais acredito nisso. Quando não dá, não dá! De nada vale forçar uma coisa que teima em não dar certo e que está à vista de todos.   

 

E agora?

Agora é viver a minha vida como até aqui e partir à descoberta...

Alguma coisa estará reservada para mim! De certeza!! :p

 

 

 

 


publicado por Pinky às 10:14
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

Conversas À Varanda

 

 

 

Não há semana que passe em que não estejamos lá. Seja de dia ou de noite. Eu, tu, a varanda, os pássaros que teimam em nos assustar e a vizinha do lado que por vezes sem querer é obrigada a ouvir-nos. É nesta varanda que estão guardados muitos dos nossos maiores segredos, das nossas histórias menos boas, de muitos martínis com hortelã, de muitas gargalhadas, de abraços tímidos, de elogios sinceros. Foi também o chão desta varanda, que ficou tantas e tantas vezes pingado, com cada lágrima derramada, mas mais que isso, foi neste sitio tão "nosso" que foram dados tantos e tantos conselhos, uns seguidos outros não, foi lá que muitas das vezes tomámos grandes e importantes decisões.

 

Se a varanda falasse acho que daria um belo de um livro, cheio de peripécias e muita polémica! E sabem que mais? Ainda bem que não pagamos renda, porque senão estávamos bem tramadas, a contar pela quantidade de vezes que a usamos!

 

Tenho um pressentimento de que hoje lá estaremos outra vez, à hora do almoço! Estarei eu enganada? I don't think so!

 

 

sinto-me:

publicado por Pinky às 08:39
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

Há Dias Em Que Nem Eu Própria Me Percebo...

 

Se há dias em que me apetece subir a um monte bem alto e gritar, hoje é um deles. Hoje é daqueles dias que me apetece fazer tudo menos aquilo que tenho para fazer, daqueles dias que me apetece tar em todo o lado menos onde tenho que estar. Hoje se não fosse um dia em que não posso mesmo faltar ao trabalho, ligava a dizer que tinha passado mal a noite e que não estava em condições para vir trabalhar! Mas obrigações são obrigações! Acordei mal humurada e nem sei bem porquê. Será do tempo? Mudança da hora? Da Lua? Vá se lá entender...

 

Sinceramente há dias em que nem eu própria me percebo!

 

 

sinto-me:

publicado por Pinky às 12:08
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Quando A Cabeça Não Tem Juizo, O Corpo É Que Paga...

 

Ontem as aulas ficaram para quem lá foi, pois a menina decidiu que era dia de fazer gazeta! Também mereço! Jantar  em casa da melhor amiga e depois Festa! Houve direito a bolo, velinhas e parabéns cantados a uma menina que bem merece! Festa que é festa tem que ter musica, por isso lá fomos de sorriso no rosto em busca de diversão. E não é que tivemos mesmo! Foi uma noite de exageros confesso! Uma noite um tanto ou quanto irresponsável porque hoje era dia de trabalho! Mas enfim, dias não são dias! E fazia tudo outra vez! Houve álcool a mais ingerido. Hoje tive que me aguentar à bomboca! Andei a manhã a chazinho! Foi uma noite de cantigas, de danças, de muitas trocas de sorrisos e de olhares. Uma noite fora da rotina, que me deixou de rastos mas que me soube muito bem.

 

- Posso escolher a musica?!

- Pede-me qualquer coisa que eu faço, menos para cantar.

 

(ele que não me diga isso outra vez, posso não responder por mim!!)

 

 

 

Bom Fim de Semana!

 

 


publicado por Pinky às 13:24
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Ninguém O Vê Mas Todos O Sentem

Não há uma definição universalmente aceite para aquilo que é e quão é importante a sua presença na vida das pessoas.

Todos nós, pelo menos uma vez na vida, temos que o sentir. Quando chega vem de rompante e deixa-nos a pensar a cada instante naquilo que nos faz mover naquele momento. É difícil encontrar adjectivos que consigam caracterizá-lo. Eu estou a tentar, em breves linhas, fazê-lo. Poderia ouvir uma música, ler poemas, observar expressões… há uma cifra de possibilidades e de análises que podem ser feitas com um único propósito: encontrar uma definição. O melhor mesmo é olhar para trás ou projectar-me no futuro e pensar naquilo que me fará encontrar a minha definição, os meus adjectivos.

O que eu gostava de conseguir descrever é uma mescla de sentimentos num só. É sentir calor, arrepios de frio, saudade, pensamentos multiplicados a cada bilionésimo de segundo, é sentir o peito a estremecer, é suar a alma e olhar o vazio encontrando uma única luz. Também pode ser apertar a mão, beijar a testa, tocar o rosto, inesquecer, conhecer o cheiro, saber quais os sabores que deliciam e quais os agostos, conhecer a música e a cor preferida, reconhecer as mãos de entre um milhar delas, é um sentimento.

É um sentimento que nos permite reconhecer um beijo, um olhar, um abraço, um gesto... Faz-nos sonhar e dá-nos força para tornar os desejos de outra pessoa em realidade. Num pesadelo, é saber que há uma saída que nos é muito familiar. É algo que necessita de uma reinvenção diária, sob pena de esmorecer, e que sabe como comandar todos os seres que o conhecem...

É peculiar a ponto de não escolher sexos, idades, etnias, nacionalidades, cores de pele, olhos ou cabelo... Despoleta fenómenos curiosos como a melosidade, a renomeação ou a cegueira. A melosidade é aquilo a que vulgarmente chamamos ser meloso. Esse fenómeno faz-nos encher o coração de uma substância líquida e peganhenta que mais tarde sai por cada poro da nossa pele e faz com que fiquemos completamente presos, faz com que não nos larguemos… A renomeação são todos aqueles nomes ou diminutivos que surgem... A cegueira é quando não vemos mais nada à frente...

É saber que há complementaridade numa música, num local, num objecto, num corpo celeste...

Mas nem tudo são coisas boas, os dias maus também são uma realidade. Quando os dias não correm bem faz-nos ficar com um nó na garganta, provoca lágrimas, leva-nos o apetite, tira-nos o sono e rouba-nos a paciência e a racionalidade… Quer dizer, a racionalidade tem acessos de fúria e raramente dá sinal de vida quando esse malfadado ou adorado sentimento está presente.

Pode ser sentido multidireccionalmente e nem sempre existe reciprocidade. A sua essência, para mim, assenta num par de palavras: dedicação & respeito.

É ele!

 

 

Escrito por: Marco Faleiro

 


publicado por Pinky às 08:48
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

Quero, Quero, Quero

 

 

Quero um amor sincero, terno, apaixonado, completo e incondicional…Um amor que me faça sentir importante! Quero um amor que me valorize. Quero um amor sem orgulhos parvos. Quero um amor sem mentiras. Quero um amor de momentos, momentos de amor, de brincadeiras, de caminhar de mão dada, de gargalhadas, de confidências, de aventuras, de dedicação, de cumplicidade, de compreensão, de paixão, de loucuras… quero um amor que transforme em realidade todos os meus sonhos… quero um amor que me faça andar todos os dias com um sorriso nos lábios. Quero um amor para todas a horas…

 

Quero, quero, quero!

 

 

sinto-me:

publicado por Pinky às 09:23
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009

Memórias De Infância

 

 

 

Ontem ainda não tinha nada pensado e hoje também não tenho nada em concreto. Pensei que o mais fácil seria falar da minha infância, aproveitando para estar do vosso lado, mostrar que vos percebo…

Quando era pequeno havia quatro coisas que eu abominava: castigos, regras diferenciadas, gritos e o sofá ocupado…

Lembro-me de quando me armava em artista e a minha mãe me punha de castigo… Por que raio tinha eu de ir para o quarto e ela ficar do lado de fora?! – Muito injusto!

Mas o que eu achava mesmo péssimo era haver regras para adultos e regras para crianças… Eles podiam comer chocolate quando quisessem… Por que tinha eu de pedir para comer chocolates?! Só me contentava quando havia algum pendurado na árvore de Natal. Árvores de Natal que naquela altura eram ornamentadas com notas de mil ou quinhentos escudos… Um clássico!

Os gritos… Aborrecia-me quando os adultos falavam muito alto comigo! Lá deviam pensar que eu era uma velhota de oitenta anos e já mouca, ou então que estavam a falar para alguém que estava lá ao longe…

Para além de gritarem os adultos também gostam muito de interromper as crianças… Interromper as crianças e ocupar os sofás. Onde é que eu me sentava?! Tinha lá um cantinho, bem cantinho, onde tinha de levar com os pés da minha mãe… Era certo que na maior parte das vezes o sofá pertencia-me mas eu queria-o para mim todos os dias… Era meu, ponto! Foi aqui que criei aversão a pés...

Mas lá em casa também tinha um irmão e um pai… Pessoas que foram muito importantes na minha educação, principalmente a nível clubístico…

O meu pai só precisava de assobiar à janela quando eu andava a jogar às escondidas que eu me punha logo na alheta… Lá devia pensar que eu era o cãozinho lá de casa! Mas fez-me sócio do Glorioso logo aos três anos.

O meu irmão tornou-se num ídolo, apesar de se ter aproveitado de ser mais velho… O mais novo sofre sempre! Eu sofria por causa dos copos de água ou Coca-Cola... Mas era por amor à camisola.

- Marco, vai buscar-me um copo de água!

- Não vou nada!

- Se não fores és do Sporting…

E eu lá ia, todo contente da vida pelo facto do meu irmão me considerar um verdadeiro benfiquista!

Ontem, tive de ir ter com ele para me ajudar com este texto é que isto de se rirem à minha conta tem muita piada, mas só tem piada para vocês…

 

 

Escrito por: Faleiro

 

Obrigada e um beijinho para ti! ;)

 


publicado por Pinky às 09:07
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Simplesmente Porque Sim

 

Existem pessoas que aparecem no nosso caminho e nele permanecem. Tu és claramente uma das pessoas que nunca vai desaparecer do meu. Ou pelo menos assim espero.

 

Escrevo este post a ti simplesmente porque sim. Simplesmente porque és minha amiga, simplesmente porque gosto de ti, simplesmente porque mereces. O tempo passa, os gostos mudam, os ideais mudam, mas nós continuamos juntas de pedra e cal! Sempre o ombro uma da outra. Sempre com uma palavra a dizer, sem julgamentos. Sempre assim foi e será, é por isso que ainda hoje passados todos estes anos (e olha que já são muitos) nos damos bem e nos compreendemos e respeitamos. Não preciso de chamar duas vezes. Estas lá muitas vezes antes de sequer chamar por ti e achar que preciso!

 

Dizem que temos uma relação especial e que vê de longe a cumplicidade que nos une. Amizade simples, sincera e sem muitas complicações. Obrigada por tantas vezes me dares na cabeça quando é preciso, claro! Ultimamente tem sido todos os dias!

 

Aqui fica o meu obrigado por seres como és, por teres paciência para me aturares, reconheço que às vezes não é fácil! Obrigada por teres sempre uma palavra de conforto a dar, obrigada por tantas vezes me fazeres rir com as tuas parvoíces e danças esquisitas, obrigada pelos jantares fantásticos, obrigada pela frontalidade e imparcialidade que consegues dar às nossas conversas e desabafos, obrigada pelos momentos que temos passados juntas, obrigada por seres a mana que nunca tive.

 

Gosto de ti, Simplesmente porque sim!

Porque nem tudo se explica, sente-se!

 

sinto-me:

publicado por Pinky às 10:33
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009

Mais Uma Temporada

 

 

 

 

 

Começa hoje o inicio de mais um ano lectivo! A pinky está de volta à Universidade para mais uma temporada cheia de trabalho, poucas horas dormidas, má alimentação, e sem tempo para fazer tudo o que gosta! Tenho pena de deixar de ter tempo para as comprinhas, as noites no banco do jardim, as conversas até tarde e os cafés animados com a melhor amiga, mas havemos de arranjar maneira! Eu sei que sim! Arranjamos sempre! Mas devo dizer que já tinha algumas saudades, começou na melhor altura, ao menos enquanto lá estou, ando entretida e com pouco tempo para pensar no que não devo. É uma boa terapia estar lá, rodeada de gente interessante, simpática e divertida, que me faz rir. Pode ser o que me falta para abrir a pestana de vez e ganhar asas para voar mais além. Deixar o passado para trás e pensar no futuro. Como eu gostava que isso acontecesse.

 

 

 Uma Boa Semana

 

sinto-me:

publicado por Pinky às 14:06
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Sem Titulo

 

 

É assim que estou e me sinto, sem título. Não sei se estou bem, se estou mal, vou estando. Faltas-me tu para preencher este vazio que existe. Dormi mal, adormeci, cheguei atrasada ao trabalho e acordei de mau humor! Mas como um dia me disseste, posso lutar contra tudo, menos contra a tua vontade. A partir de hoje, aqui a menina vai andar caladinha que nem rato! Pois é bebé…

 

É espaço que queres, é espaço que vais ter.

É tempo que queres, é tempo que vais ter.

Não queres pressões, não vais ter pressões.

Um dia quando deixares de querer tudo isto, já pode ser tarde…

 

 

O tempo o dirá

 

 

 

sinto-me:

publicado por Pinky às 08:57
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

Tudo A Seu Tempo

 

Dizes-me “tudo a seu tempo”. Não percebo porquê ou então prefiro não tentar perceber, porque é mais difícil aceitar. O que sei é que me custa estar longe de ti sabendo aquilo que nos une. Sim, nem precisas de dizer que estou enganada. Essas coisas sentem-se quando nos amamos, quando nos beijamos, quando nos abraçamos, quando nos olhamos, quando sorrimos um para o outro. A tua ausência provoca em mim um vazio que me deixa por vezes à deriva sem saber por onde navegar. Lembro-me como se fosse hoje de todos os momentos, palavrinhas trocadas, olhares, carinhos, brincadeiras, tudo, tudo me vem à cabeça. E pergunto-me o que fazemos longe um do outro. Tas longe mas sinto-te perto, não tão perto quando desejaria, mas tudo a seu tempo! Certo?

 

Sinto o teu cheiro em mim, sinto o teu toque ainda na minha pele, o sabor do teu beijo, a tua cara, aquele teu jeito não me sai da cabeça… Se soubesses como custa por vezes a tua indiferença, justificas-te como estando a procurar o teu próprio espaço para pores as ideias em ordem. Compreendo, aceito, mas custa. Porra Porra se custa!

 
 
Estou aqui! Aliás sempre tive, não sabia era disso.
 
 

publicado por Pinky às 14:26
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Parece Que Se Volta A Son...

. 2009 - O Ano De Crescimen...

. Ja Sinto O Espirito De Na...

. Quem Disse Que Era Mau?

. Hoje, Mais Do Que Ontem.....

. Conversas À Varanda

. Há Dias Em Que Nem Eu Pró...

.mais comentados

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Chorei Por Ti

. 2009 - O Ano De Crescimen...

. Desde Que Partiste...

. Ninguém O Vê Mas Todos O ...

. Hoje, Mais Do Que Ontem.....

. Simplesmente Porque Sim

. o teu "sim" tremido

.links

.arquivos

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds